domingo, outubro 13, 2013

SÓBIS ALIVIOU NO FIM

Sóbis - O dono do time

Não considero que o Fluminense tenha jogado uma má partida perante o Grêmio. Todos os times, sem exceção, que vem ao Maracanã jogar contra nós jogam recuado e jogando por uma bola, uma falha que seja. E o tricolor gaúcho não fugiu a regra.

Vanderlei começou com três volantes com Edinho recuado na tentativa de parar o camisa nove gremista e deu certo. Mas nosso meio marcava com deficiência e dava espaço para arremate de fora da área. Uma foi defendida pelo Kevler, outra foi à trave e na terceira não teve jeito e numa saída em falso do nosso goleiro, o zagueiro gremista se antecipou a ele e cabeceou na trave. O próprio pegou o rebote e colocou os gaúchos à frente. Bastou isso para o grêmio se fechar todo atrás da linha do meio campo. Perfeitamente normal esse comportamento.

O Fluminense parece àqueles personagens de cinema onde apanha, apanha antes de tomar uma decisão e foi assim ontem. Acordamos para o jogo somente após de tomar o revés. Abafamos o grêmio em seu campo e numa blitz incrível ou por preciosismo ou mesmo as excelentes defesas do goleiro adversário não conseguimos abrir o placar. Em uma delas gritei gol, mas infelizmente fomos para o intervalo com grito preso na garganta.

Vanderlei voltou com time mais ofensivo. Mantendo Edinho na zaga e tirando o Anderson. Entrou o novato de Fluminense na lateral esquerda e Felipe no meio, deslocando o Rafinha pra lateral com a saída de Bruno.

Mexidas nas laterais e no meio Flu ganhou fôlego e foi ao ataque, mais na base da transpiração do que da inspiração. Felipe dá bons passes quando entra, mas o ataque muitas vezes não dá continuidade.

Cartada final na entrada de Marco Jr. para abrir a defesa do grêmio com dois pontas abertos biro-biro na esquerda e o próprio marco jr. Na direita e Sóbis centralizado, mas na primeira oportunidade disso dá certo e levar perigo o biro-biro inventa de cavar um pênalti e foi expulso infantilmente e nos deixou a ver navios.

Parte da torcida hostilizou o time gritando: “Time sem vergonha” isso foi estopim para os outros presentes, a maioria, passar a empurrar incondicionalmente o time. A base de Nense, Nense! Chegamos ao empate. Com uma pitada de sorte Sóbis driblou e chutou a bola desviou na zaga e caprichosamente superou o ótimo goleiro gremista.

Alívio, com dose de resignação, pois ficou a sensação que poderíamos ter virado o placar mais uma vez no maracanã. Infelizmente não aconteceu.
Esse empate complicou. Aliás, perder pontos como mandante é sinônimo de sofrimento no fim do campeonato.

Trinta pontos ainda em disputa, nós precisamos de onze para alcançar a primeira meta e depois o que vier é lucro.


Abra o olho Fluzão!

3 comentários:

  1. Gostei do jogo que vi ontem, e mesmo o empate já valeu o ingresso. O time tava com vontade de ganhar e se não fosse o maldito juiz nós teríamos vencido. Mas que seja.. O empate foi injusto, mas a derrota seria mais ainda.
    E que venha sábado!

    ResponderExcluir
  2. Fabiano, vai dar tudo certo, mesmo com tantos problemas...ST.

    ResponderExcluir
  3. O nosso abafa foi antes do gol deles; nosso goleiro falhou no lance, como sempre entregamos numa falha individual! Não vi interferência direta do juiz no resultado do jogo, vi o Marcelo Grohe fechando o gol e uma torcida tentando abafar os gritos de "time sem vergonha" de uma parte de si própria e que acabou por empurrar o time pro empate! Bom jogo, passou rápido, tanto no estádio, quanto no VT da TV!

    ResponderExcluir

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.