domingo, outubro 06, 2013

FLU “RESSUSCITA MORTOS” NO SUL



Dessa vez não deu. Fluminense jogou aquém do que vinha jogando quando ficamos oito partidas sem perder e não conseguiu trazer pontos de sua visita a serra gaúcha. Não conseguimos impor nosso ritmo e aproveitamos para tirar o Internacional-RS do calvário que se encontrava e digo mais, o autor do único gol não marcava a doze jogos.

Tem dias que não é para ser.

O jogou foi muito truncado, tecnicamente fraco. Pelo lado do Flu o desfalque mais sentido foi o de Vanderlei Luxemburgo, pois ele estava dando jeito na equipe no intervalo, conseguindo ver os erros e melhorá-los. A suspensão dele atrapalhou muito mais que as outras, pois além do citado acima ele joga junto com time.

Voltando ao jogo, não conseguíamos fazer as jogadas que costumeiramente fazemos pelas laterais e nosso meio campo parecia sonolento Wagner e Rafinha não conseguiam municiar o ataque e lá na frente Rafael Sóbis não ia bem, mas mesmo assim foi dele o maior perigo de gol do time no primeiro tempo com o seu já famoso chuta, chuta acertou o travessão e a bola saiu. Biro-Biro tentava fazer tudo sozinho com pouquíssimo sucesso.

Uma coisa pode-se acrescentar na volta do Jean apareceu mais um que não tem medo de finalizar a gol e no inicio do segundo tempo quase marcamos, mas a zaga cortou em cima da linha. Mas foi muito pouco, pouquíssimo para quem quer almejar algo no topo da tabela.

Mesmo com pouco poder de fogo faltou experiência em certos momentos para trazermos ao menos um pontinho lá do Rio Grande do Sul. Às vezes queremos jogar bonito, cheio de firulas... Um chutão para fora do campo de jogo não vai fazer de vocês jogadores piores, ouviu Bruno e Igor Julião! Bonito é somar pontos, fazer gols, vencer. Toques de letra, lençol ou qualquer outro recurso de plasticidade são para serem usados em momentos que não leve risco para parte defensiva da equipe. Se jogássemos como dizem no jargão do futebol: “o arroz com feijão” o cruzamento para o gol com certeza não teria saído. Mas enfim, espero que sirva de lição.

Agora é pensar no jogo e voltar a jogar com o entusiasmo que jogamos as partidas anteriores, pois essa viagem ao sul ficamos a dever um bom futebol.


4 comentários:

  1. FLU, NÃO QUIS JOGAR. MERECEU PERDER, ODEIO TIME COVARDE. LEANDRO EUSÉBIO CONTINUA O MESMO, GOSTEI DE BRUNO E VAGNER E DO GOLEIRO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Resumiu muito bem minhas tortas linhas. Volte sempre amigo Ed!

      Excluir
  2. Num jogo sem os 2 direitos e ontem sem os 2 esquerdos, como vc disse ontem mano, era melhor chamar o juvenil! Mas falhas pessoais à parte, faltou arriscar um pouquinho mais, Wagner se esforçou, Sóbis correu, Biro-Biro fominha, mas e os chutes? Todas as vezes que eu vejo um jogo com poucos lances de gol (sem chutes) eu me arrepio e lembro daquele jogo de 22 de maio, qdo dominamos, mas ninguém chutou a gol contra o Olímpia! Gente o futebol é a brincadeira de colocar a bola dentro do gol, se não chutar, não entra!!!! #Libertadores2014 #Euacredito. Precisamos ganhar do bacalhau e do Grêmio, para nos firmar!

    ResponderExcluir
  3. Além da falta do Luxa, sentimos uma tremenda falta do Edinho que para uns é um brucutu, para mim é o mal necessário no time, pq joga todos os jogos como se fosse decisão não pipoca e dá esporro em todo esses sonolentos do meio, mas é um jogo admissível de se perder.

    ResponderExcluir

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.